top of page
Buscar
  • Foto do escritorAndré Luiz Figueirêdo

Grupo de Aconselhamento em Psiquiatria

Atualizado: 5 de ago. de 2023




Queridos colegas psiquiatras,


Depois de me perceber pensando e compartilhando de frases com outros colegas e amigos como:


"Será que é hora de encaminhar para outro profissional?"


"Já tentei diversos medicamentos e não consigo auxiliar essa pessoa!"


"Penso, estudo, elaboro estratégias, mas ainda estou com dúvidas do diagnóstico."


Inicio, em breve, um projeto que venho pensando há algum um tempo.


Trata-se do Grupo de Aconselhamento em Psiquiatria, de método próprio: um sistema organizado de discussão de casos, no qual a pessoa psiquiatra e o sujeito paciente são explorados, com o intuito de identificarmos, em conjunto, os desafios na condução do paciente em questão.


Destaco, aqui, algo pouco discutido: os psiquiatras podem experimentar problemas de saúde mental de várias maneiras, incluindo exposição a conteúdo traumático ou angustiante por meio de seu trabalho, esgotamento por longas horas e altas demandas de trabalho, estigma e discriminação no campo da saúde mental e falta de autocuidado e estabelecimento de limites práticos. A natureza solitária de sua profissão também pode levar a sentimentos de desamparo, frustração e dor, que podem afetar sua própria saúde mental.


Minha premissa na criação deste grupo é promover o benefício da contribuição do olhar do outro para aquilo que pode, muitas vezes, ser um trabalho solitário, seja pelo elogio a um manejo bem realizado, por um feedback, por uma simples escuta, um olhar compreensivo e das demais ferramentas que dispusermos no momento.


O objetivo é, além de auxiliar na condução do tratamento de saúde do paciente discutido, oferecer suporte emocional e técnico à(ao) colega, através de discurso clínico aliado à fala compassiva e clara, isenta de qualquer forma de hierarquia. Aqui, todos temos nossos desafios pessoais e técnicos, sempre nos encontraremos com essa lembrança em mente.


Através da partilha estruturada de percepções distintas e pessoais do que é o tratamento em saúde mental e do papel do profissional psiquiatra no auxílio ao sujeito, podemos tentar, juntos, separar o que é do profissional, o que é do sujeito paciente, e dos que estão ao seu redor.


Poderemos, em grupo, promover checagem e comparações de experiências para assegurar a concentração em sinais e sintomas importantes do profissional e do sujeito.


Enfim, contaremos uns com os outros no auxílio da construção da autoconfiança no próprio trabalho e contar com sistema de suporte regularmente. Para estabelecermos um maior poder de escuta e intensificar a troca, teremos grupos restritos em número.


Para maiores informações, acesse o PDF pelo link: https://tinyurl.com/inscricaogrupoaconselhamento


Para inscrever-se, acesse o formulário: https://forms.gle/PM1SfhAHTHww3Y2FA

Commentaires


bottom of page